APCEP - Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente
Untitled Document
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
 
Ter acesso à educação não é um favor. É um direito humano! Os adultos imigrantes no Colorado, nos Estados Unidos da América
 
Realiza-se no próximo dia 11 de maio a Conferência no ​âmbito do Ciclo de Conferências de Educação e Formação de Jovens e Adultos Pouco Escolarizados.
 

"Conferência no â​mbito do Ciclo de Conferências de Educação e Formação de Jovens e Adultos Pouco Escolarizados

11 de maio de 2018 – 16h

Sala 7

Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Alameda da Universidade, 1649-013 Lisboa

Karla Del Carpio (Universidade do Colorado do Norte, Departmento de Estudos Hispânicos, Greeley, Colorado, Estados Unidos da Amética)

Resumo

Nesta conferência abordam-se as características da população hispânica nos Estados Unidos da América, com o propósito de discutir o “sonho” americano e o que este implica para as pessoas que imigram para este país. Num primeiro momento, contextualiza-se a situação do adulto imigrante, as suas características e atitudes relativamente ao espanhol e ao inglês, bem como os seus interesses em progredir em termos académicos e profissionais. Chega-se então nesta conferência à descrição da oferta educativa Ready Program dirigida a adultos imigrantes com recursos económicos escassos, mas com interesse em melhorar o nível de inglês e as suas condições de vida. O referido Programa tem como objetivo facilitar a integração dos imigrantes na sociedade americana e fomentar as suas oportunidades académicas e laborais. É através da oferta educativa Ready Program, que integra voluntários da comunidade, que se procurou conscientizar acerca das diferentes necessidades das famílias de imigrantes e que se visou obter apoio das diferentes instituições escolares e dos setores dos transportes e da saúde. Este programa serviu também para sensibilizar os adultos imigrantes sobre os direitos humanos, como o direito à educação, independemente do seu estatuto migratório. A estes imigrantes proporcionou-se assessoria legal, de modo a que soubessem o que fazer quando os seus direitos laborais eram violados. Desenvolveram-se diversas atividades que promoveram a língua e a cultura dos imigrantes, de modo a que se sentissem orgulhosos de si próprios e do seu país de origem; visou-se também que os seus filhos, que também se encontram nos Estados Unidos, mantivessem as suas tradições de origem.

 

Nota biográfica
Karla Del Carpio, professora e investigadora do Departamento de Estudos Hispânicos da Universidade de Colorado do Norte, nos Estados Unidos da América. Doutorada em Educação e mestre em Linguística Aplicada pela Universidade de Alberta, no Canadá, é licenciada no Ensino de Línguas Estrangeiras pela Faculdade de Línguas do Campus Tuxtla da Universidade Autónoma de Chiapas no México. Foi professora de inglês e italiano em Universidades do México e professora de castelhano enquanto língua estrangeira na Universidade de Alberta, no Canadá. A sua investigação tem incidido sobre a preservação das línguas menorizadas, os direitos humanos linguísticos e culturais, o desenvolvimento e o ensino de segundas línguas e a educação intercultural bilingue em castelhano e línguas indígenas. Recebeu diversos prémios no Canadá e no México. Em 2013, o Presidente da República do México atribuiu-lhe o Prémio Nacional da Juventude 2013 por mérito académico. "

 
 
 



Untitled Document
 
 
 
 
 
 
 

 

 
 
 
Untitled Document

© 2016 Copyright - Todos os direitos reservados à Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente | Webmaster: David Albino