APCEP - Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente
Untitled Document
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
 
UMA VIRAGEM ESTRATÉGICA A FAVOR DA EDUCAÇÃO PERMANENTE NA EUROPA?
 
De acordo com as últimas informações recebidas da EAEA (Associação Europeia para Educação de Adultos), estão a acontecer “coisas interessantes” em Bruxelas no que se refere à Educação e Formação ao longo da Vida. A “Agenda das Competências” trouxe um dinamismo renovado e a EAEA está correntemente envolvida em duas áreas: a “Garantia de Competências”, que poderá dar um novo impulso às estratégias de desenvolvimento das competências básicas por toda a Europa; o processo de revisão do Quadro Europeu de Competências Chave, iniciado pela Comissão, em que a EAEA é membro do Grupo de Peritos constituído para este efeito. Este Quadro, uma vez revisto, poderá ter um impacto real nas estratégias nacionais para as competências sociais e cívicas.
 

Por outro lado, o Parlamento Europeu está a trabalhar na revisão do ERASMUS+ e a cooperação entre a EAEA e um grande número de eurodeputados tem sido muito bem sucedida, o que permite esperar que propostas da sociedade civil venham a ser tomadas em consideração e integradas em emendas a submeter a voto. A EAEA tem também trabalhado estreitamente com o Relator do Comité do Emprego, pelo que é provável que haja também emendas a levar a cabo neste campo.

Entretanto, a Direcção-Geral para a Educação e Cultura (DG EAC) parece ter feito uma curva de 180º na sua orientação política. Ouviu-se, pela primeira vez desde há muitos anos, um alto funcionário afirmar: “Sim, nós ainda apoiamos a empregabilidade, mas estamos agora muito mais concentrados em questões como competências cívicas e coesão social”. Foi o que aconteceu numa conferência recente da UNESCO. A DG EAC está actualmente a elaborar as Recomendações do Conselho Europeu sobre Educação Inclusiva, que deverão ser aprovadas no próximo ano.

A EAEA considera, portanto, que a situação é muito melhor do que apenas há uns meses atrás, mas há que aguardar que a nova tendência apresente frutos. De momento, a Agenda Europeia para a Educação de Adultos, assente nos diferentes Coordenadores Nacionais (como a ANQEP, em Portugal) é ainda a única estratégia que considera a Educação de Adultos num sentido abrangente e esta, pelo menos, estará em vigor até 2020.  

 
 
 



Untitled Document
 
 
 
 
 
 

 

 
 
 
Untitled Document

© 2016 Copyright - Todos os direitos reservados à Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente | Webmaster: David Albino